segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Teatro

Uma coisa que não entendo nos pessoenses, uma boa parte ( que não gosta de teatro ) diz que no teatro só tem viado, puta, sapatão e maconheiro. Mas quando vão ao teatro, escolhem para ver as peças que exploram o universo homossexual e das drogas. Hã ? WTF ?

Tem tanta peça excelente em João Pessoa ( incluindo as que exploram o universo homossexual e das drogas ) que só não ver quem não quer. Uma arte de pura interação e que explora de modo diferenciado as questões do cotidiano em sua maioria.

Aí ainda falam que as melhores peças são as de fora. Pelo motivo de só assistirem peças globais e caras. Enquanto as peças ricas em cultura e baratas desta capital eles não se interessam. Continuo sem entender. Aí falam que teatro é caro. WTF ?²

Alguém aí pode me ajudar a entender ?

2 comentários:

  1. Eu sou muito imparcial nesse caso, sou totalmente revoltado com o teatro daqui de João Pessoa, pouco pelas pessoas, muito por quem faz o teatro, aqui tem atores maravilhosos, como tem muitos ridículos que se acham poderosos.
    O teatro de João Pessoa é voltado mais pela tradição um diretor ruim é ruim e ponto. Aqui o diretor é ruim, mas só porque tem 30 anos de teatro e a maiorias de suas peças uma merda, ele é respeitado, porque? Porque antigamente não tinham peças que prestassem antigamente?!Não sei.
    O teatro estudantil ainda bem que vai bem, apesar de ser pouco divulgado(você que faz parte ainda não notou a má divulgação. Mas eu que me afastei noto isso muitas vezes, as vezes assisto por conta de boca, boca, e muitas vezes no ultimo dia.
    As pessoas de João Pessoas, elas gostam de ver algo novo, eu pelo menos gosto, já cansei de ver peças 100 vezes a mesma peça com atores diferentes, a histórias precisam mudar, não partir para peças globais, ou cariocas, mas refinar o testo, colocar peças de escritores famosos, parecem que só sabem fazer sonhos de uma noite de verão, cinderela, branca de neve, eu quero ver um grande sertão veredas com 5 atos. atores se revezando, eu quero ver o santo e a porca.
    As pessoas de João Pessoa querem ver algo novo, não o que elas vem todo dia na esquina.
    Dou valor abordagem das peças que fala sobre homossexualismo e sobre drogas, mas quem tem preconceito sobre isso, não assiste peça de teatro...

    ResponderExcluir
  2. sim eu tenho mania de abrir parênteses e não fecha-los, e desculpa a falta de emprego de vírgulas eu fui mais pelo impulso do que pelas regras literárias, falei nada com nada :x

    ResponderExcluir